Finanças Notícias

Índice de pessoal alcança percentual estratosférico

Indice Na ultima quinta-feira (6) o SMCL lançou uma nota de repúdio ao Prefeito Municipal, Claudio Vitória, e principalmente ao Secretário de Educação, Paulo Xavier. A nota foi motivada pelas agressões morais aos funcionários por parte do secretário e a falta de atitude do prefeito em relação a isso.

Estamos satisfeitos com o tamanho que a discussão tomou nas redes sociais, não pelo simples fato da polêmica ou da desconstrução. Muito pelo contrário! Estamos felizes por ver que existem pessoas politizadas e interessadas em discutir – civilizadamente – as questões do município. Afinal todos nós queremos o seu melhor. Nos mais diversos focos de discussão – seja aqui, seja no Grupo Capão do Leão 1 – o Sindicato foi diversas vezes acionado e entendemos que cabe a nós, que fizemos a denúncia, elucidar alguns fatos e comprovar o que falamos, afinal é muito fácil acusar sem provas. Nunca fizemos isso! E temos como comprovar tudo que falamos seja neste espaço ou em nossa nota de repúdio. Entendemos que é obrigação desta entidade trazer a tona o documento que comprova isso, já que NÃO EXISTE TRANSPARÊNCIA nesta administração, que é a verdadeira responsável por divulgar esses – e todos outros – dados. Segue abaixo a digitalização do documento emitido pela prefeitura informando os índices até agosto: 10806478_556992534445963_5044290357677895947_n

Conforme comprovamos na imagem acima o índice de pessoal está quase a 55%, o que é extremamente preocupante e está muito próximo de parar o município, pelo menos do ponto de vista legal, já que na prática está parado há muito tempo! O maior responsável por este marasmo em que o município encontra-se é o prefeito. Quando ele tiver coragem suficiente para desonerar a folha do município – seja demitindo CCs, seja cortando gastos desnecessários – o Sindicato terá o prazer de apoiar medidas que sejam boas para o município, boas para o funcionalismo e boas para a população. Até lá, não podemos admitir que mais e mais gastos sejam gerados e mais e mais dívidas eleitoreiras sejam pagas à custa da população e do funcionalismo.

Em dezembro o SMCL estará entrando com novo pedido de informação para constatar se esse número aumentou ou não. No entanto as expectativas infelizmente não são as melhores…

GERAR PDF

Deixe uma resposta